Empreendedorismo feminino: Entrevista com Juliana Fuscaldo

By experienciasdocha Workshop Nenhum comentário em Empreendedorismo feminino: Entrevista com Juliana Fuscaldo

Hoje é dia do empreendedorismo feminino e para comemorar essa data, decidimos fazer um entrevista super legal com a criadora do Experiências do Chá, Proprietária das franquias Tea Shop da Barra, Ipanema e Niterói e da Kombucha experiências do chá.

Juliana Fuscaldo Cardoso Miguel é  formada em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul em 2004, pós-graduada em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande, no ano de 2005 e mestre em turismo pela Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Juliana também é sommelier de chás e Tea blender. Ministra workshops sobre a cultura dos chás e também aromoterapia. Além disso, a Juliana é um exemplo de empreendedora de sucesso que está sempre buscando se aprimorar e dar o seu melhor dentro do seu negócio.

Qual foi a sua maior motivação para empreender?

 A minha motivação para empreender especificamente no mundo dos chás foi o fato de eu acreditar muito no produto e que estou fazendo bem para outras pessoas. Estudando e podendo passar o meu conhecimento e os chá adiante, além de poder contribuir com a mudança no estilo de vida e no dia a dia das pessoas de forma natural. Conseguir ter um espaço que seja meu, que eu não precisasse cumprir horário fixo, que eu pudesse ter mais tempo com meus filhos, que eu pudesse fazer a minha própria agenda. E  ainda poder dar oportunidade para outras pessoas crescerem, evoluírem ,fazer parte e ser importante na vida de outras pessoas e famílias.

Quais são as maiores dificuldades que encontrou no caminho?

As maiores dificuldades são a burocracia para empreender que existe no Brasil, a falta de especialistas na área, a mão de obra pouco qualificada. Uma taxa grande de impostos e a falta incentivo com linhas de crédito favoráveis e com juros razoáveis.

Como você procura inovar o seu negócio?

 Estando no dia a dia de frente com minha equipe  eu consigo entender o que a gente precisa aprimorar, eu consigo  criar e consigo me aperfeiçoar cada vez mais no mundo dos chás, para que eu possa passar meu conhecimento no mundo dos chá e ter sempre produtos e informações novas para os meus clientes

 Já encontrou dificuldade por ser mulher no meio corporativo?

Sim. Porém não permiti que isso me afetasse. Muitas vezes você vai a uma reunião só com homens, e tem aquele olhar que você entende, que alguns homens acreditam que mulheres são menos capazes. Ou que não podem estar ali porque tem que cuidar da família, enfim, muita gente julga, mas eu nunca dei muita atenção a isso, quando aconteceu comigo eu ignorei e segui em frente.

Qual é a maior dica que você pode dar para quem está pensando em empreender, ou que deseja tirar a ideia do papel ?

A maior dica é persistência. Nada é fácil, tem que se aprimorar muito no seu negócio, estudar bastante, tem sempre que se capacitar e capacitar sua equipe. Tem que ser um bom gestor. Para tirar uma ideia do papel, primeiro você tem que ter um plano de negócios, depois fazer uma pesquisa de mercado,  e a principal coisa, você tem que ter paixão pelo que você faz. Você tem que acordar com vontade, mesmo com todos os contratempos que vão aparecer no dia a dia. Você tem que estar feliz com o seu trabalho e tem que ser gratificante prestar ele para outras pessoas. Saber que você está fazendo o bem, que aquilo faz sentido para sua vida. Que você vê um propósito no que você está fazendo.  E antes de tudo, quando for começar é muito importante não se esquecer de estudar o mercado no qual vai entrar. E principalmente ter fluxo de caixa, tem que ter um capital inicial. Porque não adianta, o negocio não começa dando lucro. Você não pode precisar daquilo pra sobreviver. Você tem que começar o seu negócio em paralelo a algo que te sustente, pra um dia conseguir largar. Sempre com muita inovação, escutando muito outras pessoas, porque a equipe sempre traz muitas ideias boas.

 

  • Share:

Leave a comment